Um belo dia, procurando algo que nem me lembro mais no nosso amigo Google vi uma pintura que me chamou a atenção e me deixou hipnotizada! A pintura não tinha nome, e era apenas a capa de uma playlist aleatória. Fiquei intrigada e não desisti, comecei a procurar até encontrar a autora de tal obra, e encontrei, era ela Annelie Solis. Descobrir esse nome me fez descobrir várias outras pinturas da artista, que é de Trinidade. Claro, me apaixonei por todas. Criei uma conexão anormal com as imagens, para mim tinha algo de espiritual nas pinturas de Annelie. Pesquisando mais um pouco encontrei, além do portfólio da artista, algumas poucas entrevistas para alguns sites e nada em português e nem no Brasil. Por isso acho que esse post é de utilidade pública, não sou entendedora de arte, mas como todo ser humano sei apreciar o que é belo. Além das pinturas, achei bacana traduzir um artigo da Arcthe Magazine que fez uma entrevista com Annelie onde ela fala um pouco da sua arte, acho que vale a pena você ler até o final, o trabalho dela é lindo e a inspiração divina. Enjoy!
anneliesolis_premadance720px

∇ Annelie Solis e sua pintura Prema Dance∇

“As novas pinturas da artista de Trinidade Annelie Solis nos pedem para “ver o mundo com o nosso terceiro olho”. Seu trabalho é um convite para o despertar de nossa percepção. Ela nos convida a ir além da entrada sensorial que recebemos por meio de nossos dois olhos físicos, para experimentar a vida com o nosso olho interior ou o olho da alma. Como vemos em sua arte, a abertura entre as sobrancelhas torna-se um motivo visual que é repetido em várias obras. De acordo com Solis: “A arte é mais do que imagens visualmente agradáveis. Arte fala ao subconsciente em uma língua que a mente consciente não entende – na verdade nem sequer pode ouvir. Desta forma, os artistas têm um poder inimaginável. É esse entendimento que guia meu trabalho atual”. 

mistyrius_theiam_solis720px

 …A artista coloca um holofote sobre a dança como uma forma de oração e louvor – na verdade, como uma ligação a um espaço e senso de auto além da nossa carne – e ela usa a figura humana para personificar tais temas universais como o amor e a devoção. Ela explica a sua decisão de se concentrar em renderizações da forma humana: “Quando contemplo a beleza da natureza tento traduzi-la através da minha arte, mas eu sempre tenho a sensação de que a pintura da natureza nunca poderia fazer justiça à sua verdadeira majestade. Eu sinto que, neste momento em que tantos se esqueceram de sua conexão com a natureza e toda a vida, que imagens de árvores realmente não iriam toca-los. Mas todos nós podemos reconhecer a beleza de seres humanos porque sentimos que podemos nos relacionar com eles. Podemos olhar para os olhos de um outro ser humano e sentir a vida que flui através deles e através de nós mesmos. Então, eu pinto personificações. As pessoas no meu trabalho são seres e guias que representam a sabedoria mais profunda da natureza e do universo “

femininedivine_solis720px

 O novo trabalho criativo de Annelie Solis, apropriadamente intitulado “Sol i”, visa aumentar a nossa consciência e ativar nossa imaginação, para que possamos entender a nós mesmos como parte de algo poderoso – para que possamos ver e nos relacionar entre si e com o mundo em torno de nós com uma visão profunda e um olho da sabedoria. “Sol i (pronuncia-eye alma) é um jogo de palavras. Ela vem do meu nome, obviamente, porque esta exposição se sente como minha verdadeira expressão, mas envolveu no título é muitos significados diferentes. Representante ‘Sol’ estar do sol, a nossa fonte de energia, prestador de luz. ‘Soul’ que representa o espírito que nos anima. “Eu” que representa o auto, bem como sugerindo um “olho” que vê as coisas como elas realmente são “, diz Solis.

childsees_maraguardian_solis720px

Depois de ler esse artigo sobre as inspirações de Annelie entendi imediatamente a ligação que senti com a arte dela. Eu pude ver o que ela descreveu na primeira vez em que avistei uma obra sua e como concordo com ela a respeito de precisarmos trabalhar a nossa terceira visão, a visão do mundo espiritual, me senti muito feliz por ter descoberto essa artista, pra mim foi um presente divino! Se quiser ver mais obras lindas como essas clique aqui e para ler na íntegra o artigo é só clicar aqui. Espero que você tenha lido até aqui e que esse post possa lhe acrescentar algo de alguma forma, pois a arte faz parte da vida!