A agenda cultural da grande Vitória é repleta de bons museus e ótimas exposições de arte. Pensando nisso selecionamos alguns museus e seu itinerário para você saber as datas e exposições que estão rolando por terras capixabas. Ir ao museu é sempre uma experiência enriquecedora, tanto para a mente quanto para a alma, vale a pena reservar um dia para fazer uma visita em algum desses endereços abaixo.

Exposição: Fricções Históricas, de Alexandre Mury

10941822_975644919114528_2640800218833706679_n

São 42 autorretratos, três deles trípticos e um vídeo, com releitura de obras-primas da história da arte. Num primeiro olhar, Alexandre Mury é Mona Lisa, de Leonardo Da Vinci; no instante seguinte é o Abaporu, de Tarsila do Amaral e, entre outras obras. Todas obras inéditas!

Visitação:
05/05/2015 até 25/07.
Terça à sexta-feira, das 9h às 20h; sábados e domingos, das 10h às 19h – ENTRADA – R$5 (inteira); R$2 (meia/comerciário)
Local: Centro Cultural Sesc Glória – Endereço: Av. Jerônimo Monteiro, 428 Centro, Vitória.


Exposição: PA – Prova de Artista

Sem_titulo-1__1_

Com curadoria de Fernando Gomez e produção de Thiago Arruda, a exposição reúne o trabalho de 53 artistas contemporâneos, entre eles, 25 nacionais e 28 internacionais. Os trabalhos da Residência Artística da Casa Porto também fazem parte da 1ª Mostra Internacional de Gravura.

Visitação:
Do dia 05 de maio a 25 de julho
Terça a sexta, das 9h às 17h, e sábados, das 10h às 14h | ENTRADA FRANCA
Local: Casa Porto das Artes Plásticas – Endereço: Praça Manoel Silvino Monjardim, 66, Centro, Vitória.


Exposição: Códice – do risco ao risco

MarcoTulioResende_ fotoVicentedeMelloVDM_1814

Reúne em torno de 200 obras inéditas dos artistas mineiros Amilcar de Castro, Thaïs Helt e Marco Tulio Resende. A exposição está dividida em três galerias de 300 metros quadrados cada. O conceito da exposição está contido no título da mostra, que se baseia no significado da palavra Codice ou códex – livro em latim -, como, por exemplo, nos códices de Leonardo Da Vinci. O subtítulo, “do risco ao risco”, indica o ato de riscar e também a ousadia de arriscar, revelando o desejo de desvendar os processos criativos e de construção dos trabalhos, assim como, as buscas, as dúvidas e os questionamentos de cada um dos artistas. O desenvolvimento do conceito da exposição foi realizado pelos próprios artistas e pelo curador das obras de Amilcar de Castro, o arquiteto mineiro Allen Roscoe.

Visitação:
Do dia 22/05 a 30 de agosto.
Local – Museu Vale | Endereço: Antiga Estação Pedro Nolasco – Avenida Anézio José Simões, s/n – Argolas, Vila Velha – ENTRADA FRANCA.


Exposição: Rastros – Intercâmbio Brasil África na Arte Contemporânea

abertura_do_projeto_rastros_no_mucane_foto_andre_sobral_5

Com a proposta de integrar o Brasil e a África por meio da arte contemporânea, a mostra reúne o trabalho de seis integrantes do Coletivo Colarta em parceria com três artistas africanos convidados. “Rastros” é uma parceria artística e cultural entre o Arranjo Produtivo de Economia Criativa no Centro Histórico de Vitória e o Coletivo Colarta, com curadoria da professora doutoranda Isa Bandeira, coordenação geral dos artistas Francisco Edilberto Oliveira Filho e Cristina Souza Bastos, produção do Instituto Quórum e patrocínio da Lei Rubem Braga.

Visitação:
Do dia 20 de maio a 03 de julho.
Terça-feira a sexta-feira, das 9h às 17h, e sábados e domingos, das 12h às 16h. ENTRADA FRANCA
Local: Museu Capixaba do Negro (Mucane) | Endereço: Avenida República, 121, Centro, Vitória.


Exposição: Corpo Humano – da célula ao homem

maxresdefault

O público poderá acompanhar a história da evolução humana, partindo de 500 milhões de anos atrás, quando surgiram os primeiros vertebrados, até os tempos atuais. Modelos didáticos em 3D e microscópios mostrarão com precisão o universo de nosso corpo. A mostra exibirá cerca de 280 peças, entre ossos, espécimes naturais mumificadas, plastinadas ou fixadas em formol, réplicas realísticas de fósseis de hominídeos e animais pré-históricos, e modelos anatômicos didáticos de órgãos e sistemas.

Visitação:
De 1º de julho a 30 de agosto
terça a sexta-feira, das 9h às 18h. Sábados, de 9h às 17h, e domingos, das 09h às 16h. ENTRADA FRANCA
Local: Palácio Anchieta | Endereço: Praça João Clímaco, s/n, Cidade Alta, Centro, Vitória.


Exposição: Êxodos

exodos-20140828191656

O objetivo das imagens de Sebastião Salgado é provocar uma reflexão sobre as questões políticas, sociais e econômicas ao retratar a história de pessoas que foram obrigadas a deixar a sua terra natal. A mostra está dividida em duas etapas, as primeiras 30 peças ficarão expostas durante esses três meses, com visitação aberta ao público.

Visitação:
Do dia 28 de maio a 20 de agosto.
Segunda a sexta-feira, 8h às 17h. ENTRADA FRANCA.
Local: Centro de Educação Ambiental (CEA) Jacuhy | Endereço: Rodovia do Contorno, Km 275 – BR 101 – Carapina, Serra

Pronto! Várias opções pra você escolher a que fica mais perto de você! A maioria delas tem entrada gratuita então não tem desculpa para não prestigiar a arte. Aproveite a oportunidade para fazer um programa diferente e acrescentar mais informação cultural a sua vida.

Via

#garimpoindica