Hoje decidi fazer um post explicando alguns passos que você pode seguir para fazer um consumo mais consciente. Com o projeto #365diasdebrechó venho repensando minha forma de consumir, não só roupas, mas todas as outras coisas que estão no nosso dia-a-dia. O ato de comprar se tornou algo automático na vida da maioria dos mortais, pelo simples desejo de ter algo nem se quer paramos pra pensar o por que de estarmos comprando, como estamos comprando e futuramente para onde vai essa roupa/produto que estamos adquirindo. Pensar muito bem antes de uma compra é importante para que o consumo seja feito com consciência. O futuro é agora, o meio ambiente, seus filhos, sua vida e tudo que ela te reserva contam com você hoje, no presente, agora! Então, dê uma lida nesses passos e compreenda melhor como você pode começar a consumir mais conscientemente. Se cada um mudar um pouquinho a forma com que vê o mundo e consome, com certeza teremos dias melhores e as crianças de hoje serão adultos mais engajados com o mundo em que vivem amanhã.

Consuma com consciência

consciência

imagem: mma

1° – Por que comprar? – Antes de passar no caixa, é bem importante você se perguntar isso, “por que estou comprando essa peça? eu realmente preciso dela? eu não tenho nada parecido no armário?”. Dei um exemplo relacionado a roupas, mas com acessórios, maquiagem, sapatos, lingeries, cosméticos, todas essas coisas que nós mulheres adoramos e temos sempre em excesso é bom parar e fazer essas perguntinhas antes de efetuar a compra.

2° O quê comprar? – Acho até que essa questão vem antes da primeira! Primeiro você define o que comprar e depois o por quê! Exemplo, quero uma blusa de frio listrada, mas ja tenho outros 10 blusas no armário, ai que entra o por que comprar? Você realmente precisa dela? ou é só um desejo de consumo para seguir uma tendência que acaba amanhã!? Pense nisso…

3° Como comprar? – E aí!? fazer dividas tem valido a pena na sua vida? O cartão de crédito estourando, o fim do mês sempre no vermelho, sua conta sempre negativa…enfim, o como comprar é importante para a sua vida financeira. De preferência compre apenas a vista, não faça dividas, a não ser que sejam em casos urgentes, mas se forem roupas e produtos supérfluos evite ao máximo.

4° De quem comprar? – Não é de hoje que vemos noticias a respeito de trabalho escravo dentro das linhas de produção do fast fashion. Então, sempre que possível compre de quem faz, e de quem promove o slow fashion. O slow fashion é a valorização de quem trabalha com roupas, de todo o processo manual, é a produção em menor escala, e a utilização de materiais naturais e sempre com consciência ambiental e social, acreditem, essa será a nova forma de consumir no futuro e ela tem ganhado cada vez mais espaço. E na hora de consumir outros produtos procure saber como ele é feito, se for cosmético se é testado em animais, etc. Essas informações estão ai na internet hoje em dia, não tem mais desculpas para não se informar.

5° Como usar? – Use e re-use, e reutilize suas roupas!!!! Seja criativo, transforme peças, monte looks inusitados! Utilize a roupa o máximo que puder, o tecido que faz sua roupa não é descartavel, não da pra usar uma vez só e jogar fora, então use suas roupas com a consciência de que elas não podem simplesmente voltar a sua matéria prima (no caso do algodão e outros materiais naturais).

6°  Como descartar? – Essa parte é bem importante, não quer mais a roupa? enjoou? ta manchada? ta rasgada? Ok, você pode se desfazer dela, mas procure uma forma de fazer isso corretamente. Se a roupa ainda esta em condições de uso, DOE! Dê a quem precisa, ou doe a instituições que possam vende-la para angariar fundos. Se a roupa esta rasgada, furada, manchada, ela pode virar retalho. Para isso é bom se informar sobre ONG’s ou instituições que trabalhem com artesanato e possam reutilizar esse material.

Bem essa é uma lista que decidi fazer a partir dessa imagem que encontrei do Ministério do Meio Ambiente, mas todas as dicas da lista eu mesma fiz, pois acho que se encaixavam com o conteúdo da imagem e com o que venho tentando mostrar aqui na Garimpo em relação a consumo consciente.

Espero que tenham gostado e que aos poucos vocês possam incorporar essas dicas a vida de vocês!

beijo,

Ana