Nossa, faz tanto tempo que quero falar sobre esse assunto que agora que posso não sei nem por onde começar. A história é longa, mas acho que começar do inicio vai fazer tudo ter mais sentido, inclusive vai fazer você aí entender o por que da Garimpo existir. A parte da Garimpo ser um protótipo de revista online todo mundo já sabe né!? No post anterior eu disse que queria que ela fosse uma revista impressa e mostrei um pouco de como ela ficou no meu projeto de graduação. O que quase ninguém sabe é o motivo dela existir, por que eu decidi fazer uma revista? 

Tudo começou dois anos atrás quando eu descobri a existência do Curso Abril de Jornalismo, e naquela mesma época alguém me disse para focar em meus objetivos, e foi o que eu fiz. Decidi que eu queria fazer esse curso, e nessa mesma hora eu soube que precisaria de algo no portfólio que pudesse me ajudar a conseguir uma vaga. Fui atras de estágios na área editorial, e nada! Vitórinha é bem difícil nesse quesito. Procurei mais cursos, tentei descolar uns freelas relacionados a revistas e nada.

Nessa época eu já tinha começado um tumblr para fazer uns posts, e comecei a pensar que talvez essa fosse uma forma de mostrar o que eu sabia fazer. Comprei um domínio, hospedei, Magno (mais conhecido como meu namorado) me ajudou a programar algumas coisas, e decidi que começaria a minha própria revista, online a principio, mas cheia de desejo de se tornar um impresso, assim foi o inicio desse espaço aqui.

Esse ano trabalhei muito aqui na Garimpo, tentei conciliar ao máximo com toda a minha rotina do dia-a-dia, me esforcei pra trazer um conteúdo legal, e para escrever da melhor maneira possível, tudo isso mirando lá na frente, no meu objetivo. Eis que chega o segundo semestre de 2015, época de eu me formar e hora também de tentar uma vaguinha para o Caj.

11990533_1036425333042897_6467504357928015574_n

Dia 04 de setembro começaram as inscrições, esse ano foi diferente de todos os anteriores. Ao invés de um texto agora eu precisava fazer um vídeo de no máximo 2 minutos falando por que eu queria fazer o #caj2016 e escrever uma pauta para cada categoria que eu fosse tentar. Fiz o vídeo, fiz três pautas, me inscrevi em três categorias, mandei portfólio, currículo, e tudo mais que pediram. E comecei a rezar! rs

Foram quase 2 meses de ansiedade, dia 3 de novembro saiu o resultado dessa primeira etapa. Passei! UHU! a próxima etapa era uma entrevista com um profissional da Abril, lá na editora em SP ou via skype. Eu, como acredito muito em energias decidi logo de cara que iria até SP fazer essa entrevista, eu PRECISAVA passar por essa etapa assim no cara a cara. 4 dias depois do resultado lá fui eu pra SP, quase sem grana, de busão, 14h de viagem. Tomei remédio pra dormir, claro! Se não ia explodir de tanta ansiedade/nervoso/desespero de ficar tanto tempo dentro de um ônibus. Cheguei lá no dia da entrevista, 10 de novembro, minhas entrevista era ás 14:20. Cheguei cedo, derretendo de calor, suando, com os pés doendo por que o sapato era horrível.

Me apresentei e subi para o mezanino da Veja. Uma moça muito simpática me recebeu, não vou lembrar o nome dela (tava muito tensa na hora, sorry!) mas conversei com ela enquanto outra pessoa era entrevistada. Ela me acalmou, e perguntei o máximo que eu podia sobre o entrevistador. O nome dele é Cleber, ela me disse. Entrei para a entrevista, que foi tipo um bate papo, MESMO! Sai de lá sem a menor ideia se teria uma chance ou não. Do dia da entrevista até ontem eu me corria em ansiedade e nervoso, afinal, eu tinha me preparado para isso, eu queria muito, eu sabia que isso era pra mim e o quanto eu desejava essa vaga, mas agora não dependia mais de mim e sim de todas as pessoas que iriam me avaliar.

 caj 2016

Ontem (16 de dezembro) passei o dia todo no trabalho dando f5 na página do curso Abril, e nada de resultado.Varias pessoas comentando por lá, na mesma situação que eu. Deu minha hora, peguei o bus e vim pra casa, o celular tinha ficado aqui por que estava sem bateria. Quando cheguei, fui olhar as mensagens e tinha um recado de uma colega da faculdade me dando “parabéns”. Fiquei em duvida se era por causa do meu aniversário que foi semana passada, ou se ela tinha visto o resultado. Meu coração disparou, meus olhos encheram de lágrimas. Olhei a pagina do curso e vi, o resultado tinha saído! Corri e liguei pro meu namorado, eu não queria ver a lista, eu não conseguia. Pedi com a voz meio embargada que ele olhasse pra mim, ele ficou nervoso do outro lado da linha, ter que me dar uma má noticia não seria nada agradável, coitado! rs

Um minuto depois, ele gritou “VOCÊ PASSOU, SEU NOME TA NA LISTA”, depois de ouvir essas palavras, eu comecei a chorar, por que sou dessas! Assim, sozinha, sentada na sala, e não conseguia mais falar. Meu namorado ficou preocupado, mas eu me recuperei e expliquei que o choro era de felicidade, misturada com alivio, óbvio! Levantei do sofá, e vim aqui confirmar, e ler meu nome pra ter certeza de que era real.

caj2016_ana

Ufa, meu nome estava lá mesmo, que alivio, que emoção, que alegria, que felicidade! Posso afirmar com todas as letras, EU PASSEI PARA O CAJ 2016!

O texto ficou longo eu sei, é que guardei tudo isso praticamente só pra mim por muito tempo, não queria contar, não queria falar antes de acontecer. Sabe como é, essa coisa de energias sempre rola, eu acredito. Acredito tanto que essa energia que foquei durante os últimos meses me trouxe o resultado que eu desejava.

Fiz questão de escrever sobre o processo por que ele não foi fácil, é importante que mais pessoas vejam que nada é fácil nessa vida (pelo menos não para os seres normais, desprovidos de um boa conta bancária). Nada na vida é feito com um passo só, é preciso caminhar devagar para chegar a algum lugar, e o mais importante é focar SEMPRE. Não espere resultados imediatos, planeje, defina metas, seja paciente, trabalhe sua mente, pense positivo, controle sua ansiedade (nem que seja com 1k de chocolate), e acima de tudo acredite em você.

Até aqui isso é tudo que já aprendi, e estou dividindo com vocês. Agora é esperar fevereiro chegar e aprender mais um monte lá no Curso Abril de Jornalismo, para poder mirar num futuro cada vez melhor.

Um beijo,

assinaturadepost