Comprar em brechós tem sempre muitas vantagens, a gente economiza, coopera com o meio ambiente e ainda encontra peças vintage únicas, que dão aquele up no visual. O que a gente leva um tempo para se dar conta, é o quanto esse exercício de garimpar é também uma forma de nos conhecermos melhor.

Digo isso porque quando a gente vai a um brechó não tem a disposição araras organizadas com mil opções de roupas em diversos modelos para escolher. Encontrar algo que seja do nosso gosto e tamanho em um brechó é realmente embarcar numa caça ao tesouro. Nessa caça é preciso ter olhos atentos a tudo, é preciso conseguir reconhecer o potencial de uma peça de roupa, por isso é muito importante que a gente tenha consciência do nosso corpo, e do nosso estilo pessoal, independente de tendências.

Uma caça ao tesouro nos brechós

brechó

Montanha de roupas no brechó

Não dá pra negar o quanto as fast fashions facilitaram as nossas vidas por um bom tempo. Muitas opções de roupas, com tecidos variados, modelagens diversas, e uma enxurrada de “looks da moda”. Por um tempo esse modelo de consumo fez muito sentido, era prático entrar em uma loja e encontrar todo tipo de roupa rapidamente, sem fazer muito esforço. Esse processo nos ensinou a consumir sem pensar, na maioria das vezes agimos assim apenas para suprir nosso desejo de consumo pela última trend do momento.

Por um tempo esquecemos dos nossos gostos pessoais, de usar o que condizia com nossa personalidade ou aquilo que nos fazia bem, a verdade é que consumimos anestesiados, movidos apenas pelo desejo de ter cada vez mais, sem nenhum tipo de reflexão a respeito do nosso corpo e do nosso estilo pessoal.

fast-fashion-top-shop-opening-aukland-new-zealand

A Fast fashion setorizada e o visual atraente

Já quando compramos em brechós a desorganização do espaço, as peças antigas com modelos e tamanhos únicos nos forçam a fazer escolhas baseadas no que realmente gostamos. Não existem muitas opções, não existe uma cartela de cores, e é assim que começamos a exercitar o olhar para aquilo que gostamos de fato, esse ato de buscar algo de valor num amontoado de roupas faz com que a gente passe a valorizar o que temos de melhor, a compreender as modelagens que nos encaixam, as estampas de nos representam, e o estilo que queremos pra nós, buscamos aquilo que queremos usar para transmitir a nossa personalidade em sua essência.

E é assim que praticamos o autoconhecimento todas vez que entramos em um brechó dispostas a achar uma nova roupa, e essa atitude nos faz refletir sobre quem somos e sobre a importância de como consumimos.

brechó

A felicidade de achar uma peça única pra chamar de nossa!

Ao fim, o habito de consumir em brechós nos torna um pouquinho melhor a cada dia por diversos motivos, e é bom a gente prestar atenção nisso, reconhecer essa mudança que é por fora mas também nos transforma por dentro.