Começo de ano é sempre a mesma coisa, janeiro a gente ta curtindo as férias, se adaptando ao verão e se preparando psicologicamente para o novo ano que acabou de começar. E então, quando estamos quase voltando com a rotina ao normal, chega fevereiro e ele traz junto na mala o carnaval.

Quando somos jovens ouvir falar em carnaval faz nossos olhos brilharem, é FESTA! Fantasia, gliters, cervejinha, marchinha, gente na rua, melhor, MUITA gente na rua. Aquele suor, aquele calor humano, todo mundo se pegando, todo mundo se soltando, dançando. É CARNAVAL, É FERIADO, VAAAI BRASIL!!!

carnaval

Mas o tempo passa, a idade chega, suas prioridades mudam e quando você menos percebe se pega pensando em formas de fugir da bagunça do carnaval. É tudo bem natural, só acontece, algumas pessoas sentem isso outras nem tanto. E aí você percebe que não quer mais essa folia, não quer saber dessa bagunça e de ver gente suando se esfregando em você.

Parece antipático eu sei, mas é só uma questão de prioridades e me manter num lugar fresco e sossegado parece a melhor opção quando chega fevereiro.

carnaval

Apesar de já estar ciente da nossa opção em relação ao carnaval, todo ano rola uma pressão para que você o ame. Alguns amigos não entendem como você pode não gostar dessa festa tão incrível, outros ficam te lembrando que “você não é mais a mesma”, a televisão não cansa de insistir em como isso tudo é divertido e na sua timeline ta todo mundo fantasiado e aparentemente se divertindo.

Aí você pensa em ceder e dar mais uma chance pro carnaval, só pra tentar se enturmar com os foliões da sua vida. Mas é difícil não se sentir um peixe fora d’água.

carnaval

Então chega um ponto que você resolve que já deu, cansa de tentar agradar, de tentar se enturmar com as purpurinas e fantasias e da um basta nessa relação. Assume de uma vez por todas que você simplesmente não curte carnaval. Esse é o seu novo eu, uma pessoa normal que prefere fugir da bagunça, uma pessoa honesta que não veste fantasia só para agradar aos outros, uma pessoa honesta que não suporta muvuca e prefere o sossego.

E sabe, não tem nada de mal nisso. Você não é obrigada (o) a ser um amante dos bloquinhos, não é obrigado a querer se fantasiar e enfrentar toda a maratona que envolve o carnaval. Você é livre, e não precisa se render a essa pressão carnavalesca, você pode e deve ser feliz curtindo a paz que esse feriadão pode proporcionar também.

carnaval

O mais importante em toda e qualquer situação é você se conhecer e saber respeitar seus limites. Existem muitas formas de felicidade e diversão, como individuo único que você é pode escolher a que preferir e nada nem ninguém pode te convencer de que sua escolha está errada.

Se assim como eu você decidiu que curtir o carnaval não é pra você, fica tranquilo que isso é super normal. Quando passar fevereiro sua família e amigos vão continuar te amando e você terá mais pelo menos 350 dias pra viver numa boa sem ser julgado por não querer participar da folia. E pode ser que um dia as coisas mudem, ou não, quem sabe!?

carnaval

Em tempo, aproveite o feriadão da melhor forma possível. ♥