Resumidamente, empatia é a habilidade que temos de nos colocar no lugar do outro. Infelizmente essa não é uma habilidade tão forte em todos, contudo algumas pessoas conseguem demonstrar empatia de forma muito natural e isso fica evidente em suas ações. Na maioria das vezes você vai perceber que essa pessoa empática é a que tem mais consciência social e ambiental que você conhece.

Acredito nisso sem nenhum tipo de estudo teórico, apenas baseada nas minhas observações e na lógica das relações e atitudes de quem se preocupa com o que está a sua volta. Uma pessoa que decide mudar seus hábitos por acreditar que afeta negativamente a outra é um exemplo de pessoa que tem a habilidade de demonstrar sua empatia com o próximo.

empatia

Um bom exemplo disso é quando falamos sobre consumir uma marca que teve uma mão de obra justa. Fazemos essa escolha por muitos motivos e um deles com certeza é a nossa empatia, que nos faz pensar no quanto o outro trabalhou, no quanto o outro precisa ser valorizado, no quanto o outro merece ganhar o que é justo, etc. Quando nos importamos com o outro e agimos de forma a proporcionar uma relação justa ou minimamente correta é quando estamos usando a nossa empatia para, mesmo que bem pouco, mudar o mundo.

Quando digo mundo, me refiro ao mundo particular de cada um, me refiro a sua rua, seu bairro, seu vizinho…quando você consome de quem está bem perto de você automagicamente você está ajudando o seu mundo e o das pessoas que estão próximas a você a ser um lugar melhor.

empatia

A empatia é com certeza a nossa primeira atitude em direção ao consumo consciente. É uma habilidade que por vezes passa despercebida, não reparamos muito nela no dia-a-dia, nos atos, mas é ela que faz tudo mudar.

Se colocar no lugar do outro é um passo simples que traz resultados gratificantes pois mesmo que inconscientemente sabemos que isso é fazer o bem, ser do bem. Quando deixamos o nosso ego de lado e olhamos para o outro é quando a nossa mudança interior começa também, é quando sabemos que estamos no caminho certo. Por isso, além de exercitar a sua empatia sempre que puder incentive quem está perto de você a ser consciente sobre o mundo em que vive e a diferença que cada ato pode ter em uma outra vida.